Notícias invertidas

 

Hoje sempre ontem. Se quiser saber o que aconteceu com Alice, com a Suzana, Sandra, e Roberto, ou com a Joana, Maria Augusta, José, Ricardo, Agnalto Pacheco, Vladimir, Flávio e Eduardo. Ricardo Vilas. Anita.  Francisco. Antônio e Agilberto, nada contundente se revela. É preciso a Comissão da Verdade. Desapareceram sem deixar notícias nos jornais. Ou em mim? O que faz a notícia não diz tudo, ainda. Ernesto Sábato protestou.  Agora saberemos como  foi a morte de Jango . E como o marido de Dilma, presidenta, foi castigado. Albert Camus  morreu num acidente de carro. Walmor se suicidou. João Pedro caiu no mar. Seguimos sem saneamento básico. Ruas esburacadas.  Trânsito caótico. O dinheiro roubado não foi devolvido. Ou foi? Mas tudo será dito sobre a tortura. E tudo será feito pelo miserável, não haverá pobreza extrema.  Tranquilizo. E, meninas dançam, namoram.  Usam bonde tanto quanto  automóveis. O bonde de Santa Tereza enfeita o Rio de Janeiro. Longa tarde de risada e sonho. Vou para Portugal! Juízas. Advogadas, mães, promotoras. Resoluções. Importa é estudar. Ou no ócio, o prazer… Pedregulho. Caminho estreito. Digitalizado. Simples.  A notícia de ontem ainda se faz hoje. Amadora sou eu a reler, e reescrever. Já passou… Tudo estórias.

O espelho esconde trapaça, discute. Labirinto.

De qualquer jeito, cristal ou vidro, destorcido. Que seja bem vindo espelho!  Tua imagem invertida.


Espelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s