Inverno no inverno

Porto Alegre. Cidade gelada. Inverno gelado. O gelado que se concentra na ponta do nariz, nos tornozelos, nas pontas dos dedos. A energia se concentra na boca do estomago: chocolate quente, chá, leite, café, sopa. Tempo das cobertas. Dos abraços apertados. Aconchego. As manhãs seguem sendo as melhores horas do dia. O almoço, a refeição mais longa, embora todo o prazer se concentre no café preto com pão e manteiga. Fruta, mel, pão quente, leite morno. E café preto. E notícias. Planos. Quando a cidade acorda estamos com a certeza de fazer… Caminhar. Aquela sensação de tempo espichado pela luz, sem sombra. A cidade me pertence, organizo os sentimentos enquanto levanto as cortinas, abro as gavetas, estico os lençóis. O movimento é conselheiro. Estou feliz, respiro. 

3 comentários sobre “Inverno no inverno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s