sonho de Alguém

“Com efeito, se o mundo for sonho de alguém, se houver Alguém que agora esteja nos sonhando e que sonha a história do universo, como prega a doutrina da escola idealista, a aniquilação das religiões e das artes, o incêndio geral das bibliotecas não será muito mais importante do que a destruição dos móveis de um sonho.  A mente que alguma vez os sonhou voltará a sonhá -los; enquanto a mente continuar sonhando, nada se terá perdido.”(p.81)  Jorge Luis Borges, Outras Inquisições, Nathaniel Hawthorne, texto de uma conferência proferida no Colégio Livre de Estudos Superiores, em março de 1949.

O livro traz de volta o que terminou, o concluído, o exorcizado. Reafirma que o Outro existe. Estou no sonho dele, e ele está no meu. O sonho me cerca. Intrometidamente Alguém entra no meu desejo. E não quero. Quero ser Eu, não Ela. Não vou ao teu encontro, não preciso tocar, nem abraçar. Não és Alguém. És a fantasia do meu sonho. E os sonhos são os sonhos … Eu acordo.  O vento uiva e a maresia se instala confortável na sala. O vento é real. É preciso anular, derrubar estas coisas de amor.  Ou de voltar no abraço e no beijo. Não quero o teu olhar. Não quero estar lá. Vou semear margaridas, plantar hortênsias. Colher amoras e pitangas.  E vamos ser amigos sem ser amantes.

unnamed-9-jpg-gostei

2 comentários sobre “sonho de Alguém

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s