bilhete de amor

Por que escrevo bilhetes de amor? Porque me apaixono, abençoadamente eu me apaixono, inexplicavelmente eu me apaixono. O amor sacode pensamento estremece ciúme, acorda prazer dá tranquilidade desesperança e também paz. Sei que estás lá … Do lado de fora estou a envelhecer inquieta, dentro estás a te estabanar animado. Agradeço a juventude que se inclina e me abraça. Elizabeth M.B. Mattos – outubro de 2017 – Porto Alegre

cogmelo na janela linda a foto

Ler fora sempre o seu maior prazer, e agora, na narrativa dos triunfos e derrotas dos outros, das dores e alegrias alheias, encontrava refúgio contra o espectro obsedante do próprio insucesso”. (p.73) Irving Stone – A vida trágica de Van Gogh – José Olympio Editora – 1945

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s