peço perdão peço desculpa

solitário … solitário e assustado.  Atravessar a selva, referenciar o poder que mobiliza … altera, modifica. Lamento profundamente, eu me lamento. Também no amor perco os pedaços. O que entrego ao amado não posso recolher. Rebento por dentro. Um terrível mal entendido.

tu não me avisaste que nunca me amarias o suficiente/ o necessário para recomeçar, mudar a vida, céus! tu amarias um pouquinho, apenas o honesto.

preciso me cuidar! não posso viver assim, não tenho a resposta, apenas a pergunta.  preciso me cuidar e ficar longe …

um dia alguém me disse: eu leio o que escreves, mas na maior parte das vezes que leio não entendo, não faz sentido nenhum para mim …

Eu apenas sorri, e pensei: pois é … eu também não entendo muito bem o que as pessoas me dizem, nem o que esperam  de mim … E sigo fazendo as mesmas coisas. Do mesmo jeito.

peço desculpa, peço perdão. Elizabeth M.B. Mattos – novembro de 2017 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s