inaudível e das mulheres, velhas e jovens

E este é o relato do colóquio de Zaratustra com o cão de fogo:

“ A Terra – disse ele – tem uma pele e essa pele tem doenças. Uma dessas doenças, por exemplo, chama-se ‘homem’.

E outra dessas doenças chama-se ‘cão de fogo’; a respeito deste, muito os homens mentiram a si mesmos e muitos deixaram que lhes mentissem. Para desvendar esse mistério, eu me fiz ao mar; e vi a verdade nua, realmente! Descalça até ao pescoço.

Já sei, agora, o que há com o cão de fogo; e, igualmente, com todos os demônios da escória e da revolta, dos quais não só as mulheres velhas têm medo. ” […]

‘Liberdade’ é o vosso grito preferido; mas eu desaprendi a ter fé nos ‘ grandes acontecimentos’, assim que em torno deles haja muito berreiro e fumaça.

E podes crer-me, amigo barulho infernal! Os maiores acontecimentos – não são as nossas horas mais barulhentas, mas as mais silenciosas.

Não em torno de novos barulhos: em torno dos inventores de novos valores, gira o mundo; gira inaudível. ”(p.143)

” E eu lhe respondi: ‘ Da mulher, só se deve falar aos homens.’ ‘Fala da mulher’ , a mim também, disse ela; ‘sou velha bastante para esquecer logo as tuas palavras.’

E eu fiz a vontade à velhinha e assim lhe falei: Tudo, na mulher, é enigma e tudo, na mulher, tem uma única solução: chama-se gravidez.

O homem, para a mulher, é um meio: o fim é sempre o filho. Mas que é a mulher para o homem?

Duas espécies de coisas, quer o verdadeiro homem: perigo e divertimento. Quer, por isso, a mulher, como o mais perigoso dos brinquedos.

É preciso que o homem seja educado para a guerra e a mulher, para o descanso do guerreiro; tudo o mais é estultície.

Não gosta o guerreiro de frutos demasiadamente doces. Por isso, por isso gosta da mulher; há ainda um travo amargo na mais doce das mulheres.” (p.80-81)

A felicidade do homem chama – se: eu quero. A felicidade da mulher chama-se: ele quer. ‘ Vê! O mundo acaba de atingir a perfeição!” – assim pensa toda mulher, quando obedece com a força inteira do seu amor.

Friedrich W. Nietzsche

Assim Falou ZARATUSTRA – Um Livro para Todos e para Ninguém

ESPIANDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s