se eu te digo

…,se eu te explico/digo que sinto ao te pensar, bem, não digo. Já vermelho em fogo tu estás. Se eu te digo o que me ocorre neste longe, não virás. Insaciável desejo de apaixonar. Estou Estás, ela também Está Estamos. Sorrindo.

Se eu te digo o que sinto a te pensar estremeço com beijo no meu beijo teu beijo a me abrasar. São rimas de brincar. Encontro o teu olhar! Lá estás a me espiar. Vento de/em Torres – Elizabeth M.B. Mattos – abril de 2018

Solilóquio

Mas não tem importância,

aqui estamos nós

outra vez… À distância,

eu sei, mas ainda a sós.

Que importa, eu nunca fiz

sonhos de perspectiva

e uma chaga furtiva 

vale uma cicatriz.

E ainda que não houvesse

nem uma nem outra,

quem muito busca encontra:

tu vens, tu me apareces. Bruno Tolentino – As horas de Kathalina

MARAVILHOSA FOTO sabine

Desenho – Nick Bantock – artista plástico, ilustrador e criador de Griffin&Sabine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s