medo

Cálida noite quase estrelas. Terra úmida abastecida. Preenchida. Posso caminhar, ou desistir. Olhar para trás, fechar os olhos. Mergulho na tua voz. Mergulho no ontem. Agarro a palavra. Respiro. E. Mattos – 2018

 

2 comentários sobre “medo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s