abraçar o abraço

…, vou te escrever (re)passar, e pensar passar

ao teu encontro a loucura

estupefata confusa desejosa inquieta.

Não tem tempo neste tempo.

Explico quem sou como sou.

Estremeço te abraço estremeço.

Volto a escrever  antes/depois

ler e reler o que poema já é: tua mensagem.

Elizabeth M.B. Mattos – maio de 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s