à distância

O que importa no livro é o elo,  a comunhão que estabelece entre seres humanos, mesmo à distância, mesmo entre mortos e vivos. O tempo não conta, somos contemporâneos de Tolstói, Virgílio ou Shakespeare. Somos amigos pessoais.

Se cada dia cai dentro da noite

Há um poço onde a claridade está presa.

Há que sentar na beira do poço da sombra e pescar a luz caída, com paciência.

PABLO NERUDA

2 comentários sobre “à distância

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s