inquietação

“Trago dentro dos olhos essa cor da distância

quando o mar e o céu se misturam

e há um pouco de mar no céu

e há um pouco de céu no mar …

 

Que mundo imenso o mundo que há no meu olhar… “J.G.de Araujo Jorge -AMO! Poesia

Estou sem voz. Esvaziada. Esquisita. Desanimada. “Mas sofrimentos desta espécie não destroem a qualidade essencial da vida, como o fazem os que nascem do desgosto com o próprio ser. Além disso, cada interesse externo inspira alguma atividade que, enquanto o interesse permanece vivo, constitui um preventivo completo contra o tédio. O interesse por si mesmo, ao contrário não conduz a nenhuma atividade construtiva. Poderá fazer com que se escreva um diário, com que se seja psicanalisado, ou, talvez, com que a gente se torne monge. Mas o monge não será feliz enquanto a rotina do mosteiro não fizer com que se esqueça da própria alma. […]

Tem de si mesmo uma imagem como acha que ele deveria ser, e que está em constante conflito com o conhecimento de si próprio como ele é. […]

No fundo, ele ainda aceita todas as proibições que lhe foram ensinadas na infância.” (p.19-20 )Bertrand Russel – A Conquista da Felicidade (p.19-20)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s