choramingo

Olhei tua foto. Sei lá de que data, e me surpreendo com o que estamos a fazer enfiados nos comentários do Amoras, mais ou menos escondidos, mas tens razão, já na rede, os nomes se cruzam. Estremeci. Tens coisas importantes e sérias a fazer. Tens compromissos, convicções. Nos vestimos de meninos e nos esquecemos do tempo. Tu não sabes quem eu sou, nada tenho que lembre a menina…. Fora da realidade. Nem podemos nos  ver / encontrar. O que faríamos de nós dois? Olhei a tua foto. Por um minuto, vivo: carne e osso. E tudo não passa de ficção: texto colorido cinzento, choramingo. O que estamos mesmo a nos dizer? Elizabeth M.B. Mattos – março de 2019 – Torres

 

Um comentário sobre “choramingo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s