noite sem dormir, branca

Esta história queimou / ardeu na minha imaginação. Houve um filme, apaixonada que sou pelo cinema… Imagens precisas da bruma, do frio, da noite branca em que ambos conversaram, conversaram, conversaram,  corações  desdobrados… Escorrego para dentro do desejo-sentimento=vida / imagino… / eu me arrasto pela fantasia. Recortes do possível / impossível. Outras vidas / as mesmas que brotam / voltam… A mais borralheira acorda na poesia de abrir os olhos / respirar / chorar, e seguir presa por um alfinete ao sortilégio de sofrer. E foi apenas um encontro, ou foi apenas um café, ou foi apenas uma xícara de chá, ou foi apenas um olhar. Foi apenas um fortuito encontro: explode sentimento inexplicável, incandescente. Aperto ao ver tua lágrima escorregar! Hora encabulada: descrever o prazer daquela conversa teclada, o que vai ou não acontecer… Enorme / gigantesco silêncio neste vento que anuncia inverno: eu te mando mais esta mensagem, e te espero, meu amigo. Elizabeth M.B. Mattos – maio de 2019 – Torres

Tenho uma velha avó. Fui para casa dela muito pequena, pois perdera o meu pai e a minha mãe. É de crer que a avó foi rica em tempos, pois ainda hoje recorda esses dias melhores. Foi ela que me ensinou francês e, depois, me contratou um professor. Quando fz quinze anos – tenho agora dezessete – abandonei os estudos. Foi nessa altura que cometi a tal tolice de que lhe falei. Não lhe direi que tolice foi; basta que lhe diga que a falta não foi grande. Apesar disso, uma bela manhã, a avó chamou-se junto dela e disse – me que, como era cega e não podia andar atrás de mim, resolvera prender a sua saia à minha com um alfinete, acrescentando que, deste modo, iríamos passar toda a vida presas uma à outra, a não ser que eu me emendasse. Em suma, nos primeiros tempos não havia maneira de me conseguir afastar: para trabalhar, ler, estudar, tinha de estar sempre junto da avó.” (p. 71-72)

Fédor Dostoievski – Noites Brancas Romance Sentimental (Recordações dum sonhador) – Publicações Europa- América

epígrafe

epígrafe

Ou não teria sido criado apenas para permanecer por um instante na proximidade do teu coração?... Ivã Turgueniev

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s