ainda Cecília Meireles

Não ser, não ambicionar e se deixar levar doce, mansa, sem pressa, devagar ao sol… Eu me reencontro, e depois eu me perco. Que o sono seja alerta, e o tempo sonolento. O encontro pequeno, e as flores miúdas e perfumadas.

Elizabeth M.B. Mattos – agosto de 2019 – Torres

Não queiras ser. Não ambiciones. Não marques limites ao teu caminho. A Eternidade é muito longa. E dentro dela tu te moves, eterno. Sê o que vem e o que vai. Sem forma. Sem termo. Como uma grande luz difusa. Filha de nenhum Sol.”  Cecília Meireles – Cânticos

nas arrumações cds e trico 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s