oscilar / balançar

Oscilar e balançar irresponsabilidade, excesso… É querer se pendurar na juventude  imediata, na urgência de fazer, na exaustão e correria da alegria criança. Quando escrevo estas coisas eu me dou conta que a solidão inteira está guardada nesta caixa colorida de não saber esperar, nem pacientar. Insisto como criança, desisto como criança, choro e logo estou na risada. Faço gracinha e beicinho… E tens razão, está tudo fora do lugar. Eu respondo bem depressa se eu for encerrar, arrumar, polir comprar flores e cozinhar para te esperar…  Não sei. Não sei se o verão vai chegar depois da primavera, o tempo é tanto e tanto! Desanimo. Corre e diz que não, vem logo… Elizabeth M.B. Mattos – Torres 2019 esperando o André Peifer chegar no ônibus das 23 horas, direto de Floripa! Empilhei livros. Pensei tudo. Só não consegui estrelar o céu. Segurei o frio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s