importante, importante mesmo, não esquecer

outra vez a inquietude, aquele jeito de te pensar voltou, atordoa meu tempo, não adiante eu querer o agora,  este hoje, não adianta aquietar… Vontade tenho de te abraçar! Levaste meu desejo para teu corpo! Longas cartas não resolvem,  não consigo te dizer, e preciso. Preciso te  descrever, colorir, recriar. O corpo, o beijo, teu carinho obsceno, e teu amontoado de dizer. Não canso de ouvir tua voz atropelada: que sejam vinte anos! Eu te espero. Não me importo. Elizabeth Mattos – março de 2020 Torres

foto que adoro.jpg

Quando tudo estiver definido, vai ser tarde demais. O momento é sempre agora. Não existe passado, é o que a gente descobre. Tudo que é real é uma espécie de agora.” John Updike Busca meu rosto

Outra inquietude,  o jeito de te pensar voltou e atordoa. Não adiante eu querer o agora, o hoje, não adianta aquietar, queimo. Vontade tenho de te abraçar! Tu roubaste o meu desejo! Ah! Este teu amontoado de dizer! Não canso de ouvir…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s