estavas lá

Faz muito/tanto tempo sem me sentir atordoada, perdida no meio do caminho como estou agora…, sem respostas. Mais azedo/esquisito do que o normal. Desânimo. Sem razão. Tenho que restabelecer a confiança. Há/existe caminho. Eu nunca tinha pensado no quanto viver sozinho tem/pode/ será / é um circo de horror! Saúde sim, vida sim, sobrevivência sim, cuidado sim. Como ser diferente? O livro não me acalma, o texto não chega, e as vozes se perdem…

Graças! Faz uma semana ou foram uns dias eu pude estar contigo, e voltar para casa, e estavas lá comigo a visitar o passado…. Alguma força maior te empurra, e te abraça, e tua vida se abre… Que bom! Por favor, vem me buscar.Elizabeth M.B. Mattos – abril de 2020 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s