e…

O teu silêncio está ruidoso / inquieto me agita. Vontade de saber um pouco, um nada, ou tudo da tua vida longe de mim, no isolamento imposto, mas fico em silêncio, ciumenta. Podes estar…, que importa? Avanço na leitura surpreendida, escrevo ao final de cada capítulo a nova ideia que acorda, depois… Depois me apercebo/sinto ou me convenço: domino a noite. Sapateado ruidoso do terceiro andar, já não faz diferença. Se agitam os jovens, festejam, batem palmas e cantam Feliz! Aniversário! Festejam nos tempos de pandemia! Não sendo propício… Que fazer?Elizabeth M.B. Mattos – junho de 2020, numa rua chamada Brasil, em Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s