primeira sessão – com desvio

 

IMG_20200406_09245118 anos e o violão Porto Alegre e Torres se misturavam/misturam no meu imaginário. Eu acabava de sair, definitivamente, da casa da minha irmã. Chorosas as duas, assustadas também. Quantas mudanças fiz, definitivamente. Quando morei no Rio de janeiro, nunca/jamais pensei no temporário. Era para sempre. Quando fui para Santa Cruz do Sul, ou Rio Pardo eu me encontrei comigo mesma. Era para sempre. Açudes, curva de nível, pomar, galinhas, gansos sinaleiros, cães, ovelhas, porteiras, cinamomos. Outro mundo. Para sempre. Não foi assim. Temporário. Perdendo os pedaços. Colando memória. De repente, arrasto malas, encaixoto ou deixo para trás, reduzo seleciono/reduzo. Aperto as roupas, esqueço. A cada mudança enterro um pedaço de vida, uma memória, um passado. Ou a cada mudança um vendaval, um incêndio, uma fumaça tóxica. E deixo para trás tanta coisa, tanto eu, tanto nada… Eu me dou conta do ciclone pelos livros comprados, salvos. Pelos abandonados, e pelos perdidos (lembrei que na biblioteca de Cambará do Sul deve estar o volume 4 do Diário de Anais Ninn, doei muitos livros). E o esforço para reconstruir… Nestas decisões de ir, de arrancar dor e lágrima, de correr a transformar: malas diminuem de tamanho, essencial desaparece, perdi meu rosto de Beth. E também a Elizabeth / a Lisa. O espelho me surpreende. A viagem altera importância, o jogo muda de regras. E Fernando Pessoa tem razão: quantos Eus !  E recomeço. O mesmo tabuleiro, outros ensaiados lances. E não consigo repetir, voltar e fazer certo. Ganhar. Estou sempre a perder. Já não sei se importa ou não importa. Tanta coisa me abafa nestes tempos apertados de cuidar, prestar atenção para não morrer! Estou a contar o dia, a noite, a morte como se estivesse numa partida de futebol, ou numa quadra de vôlei a contar os pontos, numa partida de tênis, um jogo. Qualquer jogo. Uma aposta. Eu sou a finalidade, mas não sou nada… O jogo perde o sentido. A cancha vazia. Não deveria ser. Mas eu não quero ir…, tenho um encontro marcado na rodoviária de Porto Alegre. Quero voltar a Belo Horizonte, voltar às cidades histórias e esquecer/lembrar, abrir um café com estantes de livros. Preciso voltar a Pernambuco, –  esquecer o que aconteceu aqui quando Gustavo morreu. Voltar ao mundo mágico de Francisco Brennand, e, chorar um pouco, vou estar feliz em Recife. Os tempos são outros. Celso está feliz com a vida alegre de amar o amor e sua gigantesca biblioteca. Estar em São Paulo que adoro. E ficar no Rio de Janeiro com Valentina… Eu preciso ir a Viamão visitar a Mabel. Também a Florianópolis ver a Marina, e os meninos, que estão adultos: comer bolo feito em casa e tomar chá. Preciso voltar para o mar, e caminhar entre as canchas espiando o jogo, jogar frescobol, quebrar as ondas. E ficar cheia de sol. Comprar um pacote de chocolates no Max, em Porto Alegre, e visitar a Elaine. Não ter medo. Elizabeth M.B. Mattos – julho de 2020 – Torres – talvez vá até Brasília visitar a Beatriz e a Carmem Lícia: os ipês floridos/ coloridos. As espatódeas. Não posso esquecer que Nilton e eu marcamos um encontro na rua Vitor Hugo, 229 – Petrópolis.rua vitor hugo 3.JPG

2 comentários sobre “primeira sessão – com desvio

  1. ❤ Sempre uma delícia te ler, Beth! E volto e me identifico, também fui deixando vários eus por aí. Ainda não encontrei o meu lugar, mas me encher de sol é o que mais gosto nessa vida.

    Beijo!

    • Obrigada por escreveres. Obrigada. Tenho saudade daquele encontro com vocês a escrever, a fazer, a ser ouvida. Como foi importante! Vocês me ajudaram tanto e muito e tanto. Nunca agradeço o suficiente a Joana que me colocou no caminho, presenteado o encontro. BEIJO e um amontoado de agrida e carino junto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s