És mulher

És mulher e basta – dizia o meu avô,  – Quando se lê  num  livro de centenas de páginas  de letra miudinha que uma mulher é  realmente um ser de maravilha, é  porque o escritor desviou os olhos da mulher dele é se pôs  a sonhar. Deixa – o ir.” (p. 20) William Saroyan  O Meu Nome é  Aram

Não trocávamos palavra, porque havia imensas coisas para dizer e não havia linguagem que as dissesse.” (p.41) 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s