não

Não, eu não estou levando/tendo/sentindo uma vida como deveria ser: está tudo fora do lugar: coisas e sentimentos. O gosto e o tato se perdem, e o calor e o frio se misturam. A estupidez não muda nada, e as palavras são ora bolas coloridas, ora caixas vazias. O livro ferrolho. O filme se arrasta, e a beleza não significa… Sinto dor pelo corpo, como se fosse um Pinóquio a ser puxado por cordames desajustados. Não, não, as coisas estão irreconhecíveis. A caminhada penosa, joelho dói. O silêncio escreve injurias, e teu sorriso se apaga triste. Beth Mattos – novembro de 2020 – Torres

9 comentários sobre “não

  1. Elizabeth, Elizabeth nessa pandemia mais do que o físico, o psicológico é o que vai nos levar ao
    porto seguro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s