Rocamadour

Sim. Persigo sonhos pelos/através dos livros. Feliz / alegre e com sofreguidão. Este, eu materializei, fui a Rocamadour. Realizei. ROCAMADOUR. E não tirei fotos. Tenho a/na memória viva, excitada, feliz de lembrar a subida árida, amarela. Aqueles rochedos. E chegar… Beth Mattos. Amo a França do meu jeito esquisito, antes a língua, o francês, os exaustivos estudos, os autores, as “pegadas” da minha mãe, como não poderia deixar de confessar, a biblioteca…, mas Henry Miller e Anaïs são meus, muito, bastante, completamente meus. Li os Trópicos, de Câncer e Capricórnio com sofreguidão, e tudo que pude do que ela escreveu e senti o erótico o sensual, o proibido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s