o difícil galope

não, não é simples, não fiz nada do que deveria fazer, apenas deixei-o entrar.

e o sono e a melatonina não deram as mãos –

ainda estou acordada, triturando inconveniências, afastando os fantasmas.

estes estranhos fenômenos exalam álcool e fumo, e dão risadas.

falam, aceleram os seus carrões…

eles circulam macio, estes carros! ah! o feitiço das máquinas

eu preocupada com armários e cupins…

prioridades aos fazeres físicos: colesterol baixo, e, sociabilidade aceitável –

burrice acomodada: exercícios lentos, eficientes e casados. Elizabeth M.B. Mattos – abril de 2022 – Torres

2 comentários sobre “o difícil galope

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s