Escaliers / escadas

” On ne pense pas assez aux escaliers.

Rien n’était plus beau dans les maisons anciennes que les escaliers. Rien n’est plus laid, plus frois, plus hostile, plus mesquin, dans les immeubles d’aujourd’hui.

On devrait apprendre à vivre davantage dans les escaliers. Mais comment?”

(p.76) Georges Perec Espèces d’espaces

A gente não pensa o bastante / o suficiente nas escadas. Nada era mais bonito nas casas antigas do que as escadas. Nada é mais feio, mais frio, mais hostil, mais mesquinho, nos edifícios de hoje, do que as escadas. (tradução mais ou menos).

Hoje, a importância dos elevadores, dos fantásticos elevadores (espaçosos, posso dizer?! robóticos elevadores impressiona. Ou sou eu saindo da caverna que me surpreendo! George Perec os menciona, eu agarro o texto. E me estenderia! Ah! Dizer, dizer importa. Elizabeth M.B. Mattos – abril de 2022 – Torres

O espaço / o nosso lugar / onde vivemos, enfim, o espaço / ou tempo, sim, o tempo não é contínuo, nem infinito, nem homogêneo… como diz Perec, e nós não sabemos exatamente em que momento, ou onde ele se quebra, ou se curva, onde se desconecta e onde se junta…Atenção, olhar e dizer, tocar, beijar, sentir o cheiro, faz a diferença…E amanhã: Dia Mundial / Internacional da Voz / alerta / o som começa no amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s