Memória redonda

Memória redonda
Outra vez a casa da fazenda. Campo vazio, tijolos. Moirões. Cercas, invernadas. Açudes. Ovelhas. Gansos. Sombra. Cinamomos. Férias. Santa Catarina, no Continente. Lembras do tempo sem luz em Rio Pardo? Banho frio. Memória. Galpão com terra batida. Velas. Verões de grande seca! O arvoredo! Baldes d’água no trator. Portões fechados, sem telefone. Ausências. Cartas. Envelopes. A sofisticação do silêncio. Cartas desviadas, azuis e quentes.
E o Rio de Janeiro! Pintores e galerias. Laila, Suzy, Roberto, Olívia, Aldinha, Ronaldo. Ônibus, lua, e Cristo Redentor da janela da Viúva Lacerda. São Paulo, ponte aérea. Hípica. França e Limoges. Paris. Bretagne e Torres. Um livro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s