O sentido de plantar

Não é possível mudar o curso da vida! Tens os pés plantados na terra do teu jardim adubado…Buganvílias, jasmins, sempre-vivas, margaridas e cravos  te cercam…Teus cabelos se enrolam nas samambaias, e o jacarandá  florido deste verão enfiou um galho  no teu corpo… Estás ali, o cão preto cheira tuas pernas, e deita no gramado. Vigia.

Quando chove, tudo escorre… A terra mais fofa, mais nutrida faz com que teus pés afundem… São pequenas responsabilidades, sem voos, mas tuas! Há quem diga que te abandonaram no jardim! Há quem se espante! Importa? Em nenhum momento estiveste sozinha. Tens os cravos, as margaridas, e nesta estação os junquilhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s