Rede e nós

Os fios se perdem na transparência, mas todos os nós aparecem. E uma rede esquisita se faz. Não envolta, não cobrindo, mas esticada, visível, bem diante dos olhos. Presa entre dois cinamomos. Posso passar horas examinando, pensando, ou até testando estes nós. Assim se apresenta o momento. Assumo a estranheza, o afastamento que pode ser penoso, e mesmo muito perto do esquisito, ou doente.

Sou eu presente!

E ainda feliz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s