SONHOS E SEMENTES

No coração deles residia uma inquebrantável busca: a dos direitos humanos. Para alcançá-la, apostaram em recursos que em nada lembram a violência física.

Brigar pelos diretos de seus povos com inteligência e brandura foi uma arma usada por três dos principais líderes pacifistas da história. Precursor da ideia, o indiano Mahatma Gandhi criou a filosofia chamada satyagraha (satya= verdade), ágrafa= firmeza), que deixava claro: o princípio de não agressão não implica agir passividade perante o adversário – no caso da Inglaterra, país da qual a Índia era colônia-, mas em se apoderar de artimanhas – como incentivar seu povo a boicotar os produtos têxteis ingleses e investir no tear manual do país. Martin Luther King batalhou pelos direitos civis dos negros americanos organizando greves e conclamando-os a evitar propositadamente o transporte público, já que dentro dos ônibus eram obrigados a ceder lugar aos brancos. Caminho parecido tomou Nelson Mandela, feito prisioneiro 28 anos por coordenar greves e protestos contra políticas segregacionistas. Ao deixar a prisão, se tornou o primeiro presidente negro da África, em 1994. Ghandi conseguiu a independência da Índia em 1947; e Luther King, a aprovação dos direitos civis e do direito de voto, em 1965.

Bons Fluídos – outubro de 2013 – Abril

001 (5)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s