EM TEMPO

Preocupada com adores comidas certas em horas erradas quase esqueço do tempo, 2013! Não! 2014! Que verão! Que sol! Que tanto calor! Teimo em não veranear, fico morando/ habito naquele velho e gostoso lugar. Empacoto antigos e obtusos velhos jeitos, na mesma sequência peculiar de ElizaBeth… Vidros lavados. Bom perfume dos afazeres. Sofro ansiedade. Não gosto de me agitar fisicamente indo aqui e ali. Descrevo viagens no mesmo olhar. Na passada contida. No silêncio, no meio sorriso. Pés na terra, ou no mar, sem passar pela areia … No mesmo endereço. Enfim!  Não ouço o telefone tocar, não leio mensagens, nem encaminho bons votos, nem emagreço como gostaria, apenas uso o silêncio. Sem sair do mesmo lugar permaneço, fantasticamente, exausta, como se atravessasse o deserto. Mal terreno espiritual. Novas paisagens eventos festas luzes, e horas tardias!  Estranheza! Esqueço de amorar, ler e ficar. Esqueço verbo adjetivo substantivo soterrada em caixas malas, e papéis. Cartas a serem relidas retratos  a serem datados. Roupas a serem dobradas. E velhos amores a serem resgatados. Todos os queridos e queridas! Difícil dizer/ falar/ escutar em tempos modernos tão visuais! Elizabeth M.B. Mattos – janeiro 2014  em Torres

16 comentários sobre “EM TEMPO

  1. Beto! Que incrível! Que perfeito chegar em ti… Saudade daqueles meninos que fomos, caminhando em sacos, galpões, já não sei mais… Saudade dos pais que tivemos, e do cheiro de ser criança! Como foi boa a sensação de te saber percorrendo o amorasazuis… O blog nasceu assim deste meu jeito de não saber falar, do neto apostando…Como será que tu estás? Obrigada por teres deixado um palavra, obrigada para Norma também. Beth

    • Fiquei com vontade de conversar mais. Não consigo lembrar que idade tínhamos na última vez que nos vimos… Adorei a sensação de te saber por perto. Coloquei no Blog uma foto do Érico Veríssimo e a mãe, com a RITA…Eram padrinhos! Viste? Estamos bem tu e eu, certamente bem! Fiz correções ortográficas no que te escrevi…não importam os rrrrs e ou nns, ou Muito bom saber que estás aí.

    • Só hoje entrei no palavrasavoantes do mesmo wordpress…e fiquei lá inquieta te lendo e pensando, já tinha lembrado do violão…e a Rita era linda! Estivemos ligados pelo fio da amizade de nossos pais…as histórias! O tempo, e onde moras afinal? Fiquei mexida com o encontro.

    • Se relampejamos, acontecemos.! Se sentimos criamos. Se o passado volta, volta o mistério, os tropeços! O mágico! Surpresas! Porque éramos nós crianças, e já adultos! Imagem guardada, e os bons cheiros destes sentimentos voltam…E não posso ver nem teu pai, nem tua mãe, nem a minha…. Éramos nós os dois, apenas nós!Estou rindo sozinha, e a chuva ainda se mistura com o sol!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s