Encontro

Eu a conheci quando o marido ainda vivia. Trabalhavam juntos na loja: vendiam livros. Tinha olhar escuro, espiava sem atrevimento. Aliás, radiografava. Dela a seleção de notícias afixadas na parede do fundo da pequena livraria. Também as resenhas, críticas. Indicação de exposições, bom filmes. Curiosidades. Logo na entrada a mesa redonda com revistas. Mariela e eu ficamos amigas. Encontro feliz com poemas, a escrita, as tintas, sigo indo pouco ao cinema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s