CARNAVAL ou Natal?

Domingo, 10:30, 2 de março de 2014, Torres.

Dias ensolarados na fresca deste novo verão depois de chuvas violentas, e calores abrasadores. Acordamos cedo e fizemos boa caminhada. As pernas reclamam, e a pontada que sinto nas costas persiste. Consegui cavoucar o jardim, e lavar as janelas. Separei algumas roupas. E até passei os lençóis. Exausta, estiquei as pernas para folhear as revistas. Penso em assinar um jornal visto ter tão pouco entusiasmo por televisão. E me pergunto porque não sentar e acompanhar os festejos carnavalescos? As festas de carnaval iluminam ruas, cidades inteiras, como se fosse Natal. As pessoas se preparam 324 dias para dançar, libertas. Rezam atrás dos presentes natalinos. Dois acontecimentos anuais que se avolumam no calendário competindo com os jogos de futebol. Carnaval pode ser o melhor tempo de ser livre. Natal a mentira mais convincente. E o futebol traz o sentido de pertencimento, fazer parte do grupo certo, do clube certo. E os ídolos de todos estes eventos aquecem o coração mendigo de todos. Nestas ocasiões fazemos parte de uma crença, de um som, de um movimento, de uma vitória. E se não fazemos parte do grupo, estamos do outro lado, ao lado do que protesta com silêncio. Ou pedras. Ironia e calúnia. Ou intelectualizamos eventos. Crítica e sentimento de superioridade. Os intelectuais com seus escudos, armaduras defendendo castelos. Espiando!Elizabeth M. B. Mattos -2014 – Torresfb67479505873a2bbc571ee60d42a9de_23_IMG_6131

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s