Política das certezas

Estás tomada de certezas. Certezas positivas, e não vás rir! Tenho certezas vazias, e nocivas!

Arrumei melhor o apartamento. Apaixonada estou pelos velhos discos de vinil! Consegui espaço na mesa. E o toca-discos funcionou. Ontem, quando me chamaste ao telefone (gosto de dizer assim, ‘chamaste’ porque por um momento entras na minha vida, estás no apartamento ao lado, desfazendo tuas malas deste tempo de viajar) sentia uma solidão doente. Um sofrer sem porta ou janela, sem fresta. Sufocada por tristeza automatizada. Alguns seres humanos passam vidas emparedados, e silenciosos. Outros contam repetidas vezes a mesma história, a mesma dor, o mesmo engasgado som. Exilados  em casa. Difícil retornar, retomar… Pode-se mudar isso, ou festejar o dia de São João no Natal? Esquecer? Jogo sujo! A condição de oprimido se alonga, se estende… Ou se fantasia em poder. Abusam, extrapolam, comem demais, festejam demais, roubam demais. Quem abre a torneira da safadeza não consegue parar.  O dinheiro, tanto quanto a vaidade física, rege a orquestra. Errado? Que tipo de semente se planta? O que alimenta o gado no campos? Posso me debruçar na pequena sacada, e me alegrar? Posso sentar-me à mesa do boteco, pedir café, conversar, e respirar? Afinal amiga, gosto das conversas sobre o nada, pura divagação. Tudo divagação. Os animais foram domesticados pelo homem, e são maltratados por este mesmo homem. O clima se ajusta ao homem, ou é o homem que administra a mudança? A guerra não termina, o armamento se faz lento, dissimulado dentro de cada coração, de cada pessoa. Que estranheza quando explode! Hoje explodi de alegria com a música.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s