Segue a luz da memória

Música recupera sentimentos enquanto a alma segue a luz da melodia. No silêncio, escutamos com olhar.

A memória agarrou uma xícara, este livro, aquela cadeira, depois a tela com tintas escorridas de Jean Lehmans. A carta, este caderno. A caixa das fitas as pérolas descascadas. O bule branco. Objetos. Não sinto o cheiro dos eucaliptos, nem das magnólias. Esqueci o jardim dos jacarandás. Seguimos construindo a memória com fitas, vidros, caixas, cartões, e fotos. Guardados escondidos no porão. Elas caminham, estas coisas… Não ficam a espera.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s