Não entendi

– O que faço do meu tempo enquanto estamos os dois recolhidos a pensar? Invento.

– Claro que estou a me jogar nos seus braços. Certezas absurdas, danada que sou! Louca para ser amada, cortejada!

Misturo o cimento depressa, levanto o muro, mas plantarei a roseira longe dos cinamomos. Deixarei a janela aberta. Houve tempo de tomar demorados banhos. Dos lençóis brancos. Travesseiros. E, janela aberta pro amado.

Está tudo explicado no que não foi escrito… Não entender faz sentido. É o princípio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s