Ao mesmo tempo

Generosidade. Compreensão. Pessoas amargas. Vaidosas. Outras inteligentes, mediadoras. Medíocres. Não se consegue classificar. Ditados populares. Discurso pronto? “Sou velho, posso dizer o que penso”, “são jovens, não sabem o que dizem”, ou ainda, “crianças repetem o que ouvem em casa”. Justificar. Generalizar pode ser a receita.
Planamos. Flutuamos.
Acho que a vida pode se desenhar colorida na esquecida generosidade sorridente. Cheia de adjetivos. Estou no balanço do perdão. Quero entender a dor, este aperto, a falta de ar. Será que tudo assim ao mesmo tempo enlouquece?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s