SURPREENDE o amor

No amor, a entrega. E nos confessamos… Como se amar fosse absolvição ou redenção. Submissão. Difícil segurar esta narrativa verborrágica que inunda o outro de informação, e fantasia inadequada. O amor deveria ser jornada, caminho. Confidência delicada que desvenda, mas não se confunde amontoada com dores e pecados. Nem segredos.  Estar no estado de amor, deveria ser prazer, alegria generosa. Cumplicidade. Planejar juntos, não em órbitas esquizofrênicas. Sedução constante. Sem posse nem violência. Sem submissão. Sem poder. Não basta chegar lá. Cuidado com a vaidade que engole o senso do ridículo. Invalida honra. Desnuda fragilizando. Existe um lugar mediador, tranquilo onde amar se estende no verde. Sem a faca sangrenta do excesso. Meio termo sereno. A beleza no detalhe, na diferença. Inteligência na solução, até no desvio. Amar está no olhar silencioso. E, o estado de amor surpreende…

2 comentários sobre “SURPREENDE o amor

  1. Beth , este (final)é o estado de amor do bem da tranquilidade , amadurecido pela vida a dois , que juntos venceram as diferenças , os obstáculos .
    Muito respeito, orgulho e criatividade para sair da mesmice do dia a dia!
    Belo texto, para mim é isto e estou hoje neste caminho .

    • Escrevi inspirada por uma longa conversa telefônica que me fez pensar nesta jornada, e no sentido do amor. Conversar é amadurecimento. Surpresa agradável te encontrar aqui. Obrigada,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s