Você já chegou?

Você já chegou? Estou pensando em você. Quando pensamos em uma pessoa conhecida, […] mas tudo o que aquele rosto podia ser, todas as coisas indefiníveis e ao mesmo tempo infinitamente claras que uma pessoa irradia para quem a ama.

Aquelas duas frases de repente fizeram com que eu sentisse a presença dela.A imagem de Tonje, de tudo que ela representava para mim, me preencheu por inteiro durante um breve intervalo. Não apenas o rosto dela e a forma de agir, como acontece quando pensamos em uma pessoa conhecida, mas tudo o que aquele rosto podia ser, todas as coisas indefiníveis e ao mesmo tempo infinitamente claras que uma pessoa irradia para quem a ama.Mas eu não quis responder. Eu tinha ido embora justamente para me afastar dela, então assim que uma onde de tristeza me atingiu eu apaguei a mensagem e voltei para a tela com o relógio com um clique.”(p.145)

Qual seria o problema se eu nunca mais voltasse? Esse tinha sido o meu desejo. Estar aqui sozinho, em uma cidade estranha. Sem nada que me prendesse, nenhuma outra pessoa, apenas eu, livre para fazer o que eu bem entendesse.”(p.147)

Karl Ove Knausgård  – Minha luta 2 – Um Outro Amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s