Demorado e ventoso

Penso em ti como se amanhã já fosse o abraço de olhar um no olho do outro, penso em ti desproporcionalmente ao razoável. Perto e tão perto neste longe cheio de faz de conta. Penso em ti.

Coisas não ditas pairam no ar e no silêncio. E tu me ouves.  É como se o tempo não pudesse passar, como se a infância jamais acabasse, nem o encantamento. Nem o desejo de tocar na tua mão. Então eu te beijo demorado, molhado e ventoso … Elizabeth M.B. Mattos – dezembro de 2016 – Torres

16

E assim eu te beijo demorado, molhado e ventoso …

2 comentários sobre “Demorado e ventoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s