Pelo menos

Envelheço mas o sol pelo menos não me pune. Continua a nascer a cada dia.”

Pelo Menos, P.H.Filho

A HORA“E como vou morrer o mundo morre. No agora vem o ontem, e outros ontens, já sou tantos! Soa a hora. De acordo. Mas não sem sofrer a pena de abandonar tanto mundo. P.H.Filho

“Amar sempre me surpreende. Depois é que vou amando, mas não sem comprovações. Não é de ti que eu duvido. Me desdobra é estar amando sem sequer ter decidido nem poder deixar de amar.”

SURPRESA P.H.Filho

DESILUSÃO de ÓTICA

“Fecho os olhos e dou com o fundo do abismo. Sumir nele, fugir?

Abro os olhos e desapareceu …”

Paulo Hecker Filho, Aqui e Agora,  Porto alegre, 2003. Editora Alcance

Um comentário sobre “Pelo menos

  1. LINDO & VERDADEIRO ! E a frase final do Paulo Hecker Filho, destacada em negrito, diz tudo. Obrigado ! Vou procurar o livro.

    Paulo Hecker Filho. Eu o conheci ligeiramente e fui professor da Laura, filha dele, no Colégio de Aplicação. Além de ter um rosto lindo, foi a aluna mais culta, sensível, inteligente, brilhante e aplicada que tive em toda a minha carreira de professor. Não era uma pessoa comum. Tinha uma bagagem que trazia de casa. Uma vez, no final do curso, ela me pediu uma relação dos livros que eu considerava mais importantes para ela ler. Fiz a relação. Ela mostrou ao seu pai. O Paulo ficou entusiasmado com a minha seleção e me elogiou muito, me contou a Laura. O pai dela tinha toda a longa lista dos livros recomendados na sua biblioteca.

    Anos depois, quando a Laura já estudava medicina, nos encontramos e ela me disse que tinha lido todos os livros. A fim de testar a sua leitura, fiz várias perguntas a ela, solicitei comentários e apreciações críticas que só alguém que tivesse lido aquela bibliografia poderia responder. E, realmente, constatei ela tinha lido tudo! Ela respondeu com desenvoltura e profundidade a todas as minhas perguntas, revelando mais uma vez a sua maravilhosa inteligência e sensibilidade. Fiquei absolutamente encantado e sensibilizado por ela ter sido tão emprenhada em seguir fielmente as minhas recomendações de leitura indo até o fim..

    Na última vez que nos encontramos me impressionei porque ela recitou várias vezes um poema do seu pai, E, entre outras coisas, disse que tinha vontade de se envolver comigo mas que ainda não estava preparada. E que me considerava um gênio. Ela estava toda vestida de couro preto e carregava uma corrente grossa de metal prateado, ora na mão, ora amarrada na cintura. Tinha se tornado uma “dark punk” e eu jamais esperaria dela semelhante transformação.

    Alguns anos depois soube que ela tinha sido assassinada no Rio de Janeiro. Nunca soube nada do que aconteceu. Acho que o Paulo Hecker Filho não suportou esta perda e deve ter morrido de desgosto, pouco tempo depois. Para mim a grandeza deste poeta e intelectual vai ficar sempre ligada à sua filha: a inesquecível Laura, aquela pessoa maravilhosa, digna do tema Laura, executado por Charlie Parker e que eu às vezes solo no violão, pensando nela como aquela melodia que é a própria ternura e o amor, com a sua harmonia que modula, modula e modula em diversos tons, como era a Laura… Fiquei comovido com estas lembranças, E tu, Beth, és a primeira pessoa com quem eu partilho esta tristeza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s