Chegar … não sei

Paralisada a pensar no desfazer e subtrair para chegar/encontrar o jeito próprio de dizer.

Vou me desfazer de amados amores.  Desnuda re/encontrar/ começar a história de outro mar …  Chegar onde não sei …  E.M.B. Mattos  – Torres, maio 2017

brennand instituto

“Parece que viemos acumulando muita coisa ao longo da vida. Estamos sobrecarregados de informações, de bagagem, ou seja, as opções nos são oferecidas aos montes e, quando tentamos nos expressar, todo esse peso acaba sobrecarregando o motor. E não conseguimos mais nos mover. Nesse caso, temos que jogar fora o conteúdo desnecessário e limpar o sistema para que nossa mente se torne mais livre e ágil. Então, como separar o que é indispensável do que não é muito necessário e do que é completamente inútil?” (p.57) Haruki Murakami Romancista como vocação, tradução de Eunice Suenaga, editora Alfaguara, 2017

Paralisada a pensar  e chegar onde não sei …

2 comentários sobre “Chegar … não sei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s