… junção das águas

Duas vezes ou três vezes não é o que se pode ver … alguma coisa que não sei explicar mas vai como se … não sei dizer como, ainda não sei …  Importa olhar. Será esta a boa resposta?

A minha repentina desconfiança com as palavras me faz reconhecer a necessidade de contrariar toda espécie de conversa desordenada. E nos escritos, […] liquidar com esse aparente cinismo que faz desmoronar o sábio edifício da linguagem, essa aceitação tácita de Babel.” (p.211) Volume I Diário de Francisco Brennand.

… fica o cheiro diferente de mar e de rio, também a surpresa óbvia como caminhar e respirar. A energia passa fica evapora sai entra estaciona, … porque sou/estou feliz. Não Terminei de Gostar … Esta coisa de terminar não tem não existe … doçura de nostalgia.

Francisco Brennand mais menino do que nunca … fechado na Oficina e atento e aberto e já no outro passo o sorriso. Voltei duas vezes a Várzea. Irei uma terceira uma quarta uma quinta vez ou irei até eu me encontrar com os noventa anos daquela juventude …

OLHOS abaixados dois

Prezada Sra. Elizabeth Mattos,

Espero que a junção das águas do Rio Capibaribe com o mar lhe sejam propícias.

Cordialmente,

Francisco Brennand

Prezada Sra. Elizabeth Mattos,

Espero que a junção das águas do Rio Capibaribe com o mar lhe sejam propícias.

Cordialmente,

Francisco Brennand

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s