a solidão

Insignificância, inserção, pequena cicatriz  arde dói nos dias de chuva. Memória, uma carta, a letra traz de volta sentimento ruim … por que eu me permito ser eu mesma, como não reconhecer o falso, o esquivo, o engano? Elizabeth M.B.Mattos  – Agosto -Torres, 2017

Buganvilia caida na grama

A volúpia carnal é uma experiência dos sentidos, análoga ao simples olhar ou a simples sensação com que um um belo fruto enche a língua. É uma grande experiência sem fim que nos é dada; um conhecimento do mundo; a plenitude e o esplendor de todo o saber. O mal não é que nós a ceitemos; o mal consiste em quase todos abusarem dessa experiência, malbaratando – a fazendo dela um mero estímulo para os momentos cansados da sua existência, uma simples distração, em vez de uma concentração para as alturas. Até o comer, os homens transformaram em algo diferente: a carência de um lado, o excesso do outro perturbaram a clareza desta necessidade; e todas as necessidades elementares em que a vida se renova tornaram – se igualmente turvas. (p.39)

Não se deixe enganar pela superfície: – Aqueles que vivem mal este segredo (é o caso da maioria), perdem – no apenas para si mesmos, pois transmitem – no a outros como uma carta lacrada sem o saberem.”(p.40)

Falando novamente em solidão, torna – se cada vez mais evidente que ela não é, na realidade, uma coisa que nos seja possível tomar ou deixar. Somos nós. Podemos enganar – nos a este respeito e agir como se não fosse assim; nada mais. Mas  quão melhor é admitir que se é só, e mesmo partir daí.”(65)  CARTAS A UM JOVEM POETA, Rainer Maria Rilke – tradução de Paulo Rónai –  editora Globo, Porto Alegre – 1978. Nona Edição.

CARTA Paulo Fernando DUIO

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s