primeiras mulheres

“[…] no espaço exíguo do décimo quinto andar, eu, ilusoriamente, acreditava que estaria livre da súbita tentação de querer. Lamentei, porém, que pelas frestas  da porta, ou pelas ventanas, minha intimidade fosse devassada, franqueada e escancarada pela solidão, que estava em todos os lugares.” (p.26) Galateia, a Musa de Luís Carpim – Primeiras Mulheres –

Claro! Eu me apaixono por palavras … é simples assim o amor, – palavras. Estou sempre a perseguir palavras. Palavras! E.M.B. Mattos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s