verdade ou ilusão

Fui ver o mar.  Inquieto e barulhento. Aberto! Perfumado. Depois caminhei pela cidade sem mar.  Loucura desordenada de tempo sem tempo. Desconexo. Não compreendo as perguntas, a memória é um fiapo … tento lembrar se já foi assim antes.

A casa está em desordem,  a minha. Os objetos se movimentam pelo chão. As coisas saíram das caixas das gavetas e se movimentam, … inquietas como eu. O mundo de dentro no tapete. Oprime o desejo contido. Oprime  a preguiça a incapacidade ilusão frustrada e a idiota vaidade intacta. Egoismo opaca mediocridade. Quero o vagar do recomeço. Quero tocar no beijo silencioso.  Não há surpresa amorosa nas pessoas … as palavras voltam antes de chegar. Elizabeth M.B. Mattos – setembro 2017 –

2 comentários sobre “verdade ou ilusão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s