presença

mae e objetos

tua presença ausente se estica … teu olhar teu traço teu rastro na história de contar … sinto  falta sinto saudade durante a manhã que abre o dia, a tarde  e ao anoitecer também sinto tua falta. Volta logo! Te apressa! Não me deixa sozinha! Eu me estranho neste medo. A saudade espeta, sangra, aperta …és tu que te aproximas no sorriso! Sou eu que carrego tua voz, tuas cartas, teu amado amor que se derrama … Elizabeth Beth Mattos, Torres – outubro de 2017 –

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s