não se explica

… cartas se amontoam … não consigo dizer o que pretendo, ou penso confessar. Sem importância a palavra … não, tens razão, importante, verdadeiro. Confissão amorosa tem espelho.  Vidro mágico que reflete/guarda e anuncia … o que se esconde está visível. Presente/junto/escondido, e transparente … invisível. A coerência é incoerente, com certeza. Digo nego afirmo, e desespero … a cada encontro. Agitas remexes dominas … transcrevo o que sentes, ou és tu a repetir o que sinto. E sou tu: nós dois ao mesmo tempo. Estás aqui ao meu lado, olhando tocando. Não compreendo. Não entendo. Não se explica. É louco e impossível. Somos dois. Não somos.

astrid

astrid meu retrato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s