fantasia

Avançamos sem pensar sem medo casa adentro: arrombamos porta externa e  interna: seguimos vestígios, traços. Encontramos cheiros e pedaços, e por fim,  exaustos, caímos nos braços um do outro. Eu te belisquei.

Somos, tu e eu, personagens de carne e osso, humanas; somos, eu e tu, criação, fantasia tua e minha: tu que és eu mesma sendo outro, do outro lado, … sou inteira  completa, desperta, aturdida. Sou o medo.

Eu a te esperar e desejar no susto de não ter nunca mais, de nunca mais te saber.  Porque nem sou eu, nem és tu, somos o vento, … o mar com fúria com voz, e esta montanha com sol e sombra, … somos mesmo tu e eu, fantasia. Elizabeth M.B. Mattos – novembro de 2017 – Torres

a mais linda eu em TORRES chegando

Valentina e JAMBO

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s