se fosse

…, começo 2018 -, ano plano. Susto espanto consciência …, filhos netos vozes. Memória, traços. Começo de tanto começo!

Dissipado o sonho e recobrado o senso comum, aquilo não teria grande relevância – eis a história dos delitos imaginários.”

Estou/ ando/ sou distraída atordoada cansada. A lembrança corta, e abre a dor miúda. Se esquece passando, mas segue igual. Acontecido fato …, não é mais; como seria se fosse? … penso encolhida, triste. Elizabeth M.B. Mattos – janeiro de 2018 – Torres

martelo e objetos

2 comentários sobre “se fosse

    • Deivid: bom saber que estás por perto! estou esvaziada, escutei as músicas, fiquei quieta, pensei nos poemas, pensei outra vez em nada … bom que eu te inspirei! A corrente nos une. E já é dia 22 de janeiro. Uma lacuna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s