Solidão

Sobre a solidão dos objetos. Um dia, no meu quarto, ao olhar para uma toalha sobre uma cadeira, tive a nítida impressão de que não apenas cada objeto estava só, como tinha um peso – ou melhor, uma ausência de peso – que o impedia de pesar sobre o outro. A toalha estava só, tão só que eu tive a sensação de poder retirar a cadeira sem que a toalha se movesse. Ela possuía seu próprio lugar, seu próprio peso, e até seu próprio silêncio. O mundo era leve, leve …” (p.45) Jean Genet – O ateliê de Giacometti

” A solidão, como a entendo, não significa condição miserável, mas realeza secreta,  de uma singularidade inatacável, nem incomunicabilidade profunda, mas conhecimento mais ou menos obscuro.” Jean Genet

2018-01-07 12.30.57

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s