Morte norte no papel

Se eu pudesse dizer, dizer aberto desejo … Eu conto, meu amigo: nervos fechados, olhos frestados, tudo adormece. Desço lenta as escadas do viaduto desta igreja, …embarco sem bagagem no ônibus. Vou em direção ao mar. Nas águas mergulho: aquietada saudade. Escondida na palavra, possíveis palavras, caminho no escuro.

Possibilidade. Espera o tempo. Mas, nós dois não esperamos, olhamos. Olhamos pelo aberto olhar triste da vida. Memória desta lágrima que secou. ElizaBeth Mattos – 2006

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s